Buscar
  • Parceiras

Resenha "A cova da minha irmã" - Robert Dugoni

Por @digaileitoresblog


A COVA DA MINHA IRMÃ - ROBERT DUGON

Nota: 5 ⭐ | @editorapausa | #resenhadigaileitores

"Eu não tenho medo do escuro."

A detetive de homicídios Tracy Crosswhite, passou vinte anos questionando os fatos em torno do desaparecimento de sua irmã Sarah e o julgamento de assassinato que se seguiu. Ela não acredita que Edmund House, o homem condenado pelo assassinato, seja o culpado.

Quando os restos mortais de Sarah são finalmente descobertos perto de sua cidade natal, Tracy está determinada a obter as respostas que sempre buscou. Enquanto procura o verdadeiro assassino, ela descobre segredos obscuros, que mudarão para sempre sua relação com o passado e abrirão a porta para perigos mortais.

Thriller sempre foi um gênero presente em minhas leituras, mas há meses eu não conseguia me envolver em nenhuma narrativa nesse estilo. Então, ao ler a premissa de " A Cova da minha irmã", resolvi me entregar a leitura e fui surpreendida com um suspense de tirar o fôlego!

O que teria acontecido na noite do dia 21 de agosto de 1993?

Seguindo uma narrativa em terceira pessoa, com algumas voltas entre presente e o passado, o formato de capítulos curtos, chama atenção ao possibilitar uma leitura mais rápida dos acontecimentos.

Esta história tem todos os elementos que agradam um fã do gênero, cheia de suspense e clima de mistério, um cenário obscuro e montanhoso de uma cidade pequena, investigações e procedimentos policiais e cenas detalhadas e promissoras de um julgamento em tribunal.

As reviravoltas também são maravilhosas e me deixaram em êxtase. Preciso dizer que fui enganada pelas pistas deixada pelo escritor e isso conta muito a favor do enredo.

Eu amei a nossa protagonista Tracy e fiquei encantada com a forma dela de interagir com as pessoas a seu redor, principalmente seus companheiros de equipe e as pessoas que fazem parte de seu passado. Ela é astuta, inteligente e emocionalmente controlada, mesmo diante das piores situações.

Gostaria muito de explorar um pouco mais dessa complexidade que é Tracy Crosswhite, e creio que poderei fazer isso nos próximos livros. No mais, foi um começo bom e sólido para esta série que promete ser eletrizante!



0 visualização